logo
Contato | Sobre...        
rebarba rebarba

Ouça o que eu digo: não ouça ninguém

Por Rodrigo Strauss
Introdução

Existem algumas dicas que valem não somente para programadores, mas para qualquer tipo de profissional, e essa é uma delas. Não acredite nas coisas que você escuta, pelo menos não até que você confirme isso com uma outra fonte mais confiável ou consiga uma segunda opinião. Sua informação pode estar incompleta, fora de contexto, ou simplesmente, errada mesmo.

Era uma vez

Minha esposa está grávida. No último ultra-som que ela fez, com aproximadamente 20 semanas de gravidez (essa história de contar tempo em semanas não entra na minha cabeça...) foi diagnosticado que ela está com a placenta baixa. A explicação dada pela médica que fez o ultra-som, foi de que a placenta baixa é caracterizada pela posição incorreta da placenta dentro do útero. Ela está baixa, ou seja, muito próxima ou sobre o colo do útero.

Como uma pessoa completamente normal, qual foi a primeira reação da minha esposa? “Vou procurar na Internet sobre placenta baixa”. E foi então o que ela fez.

Aviso para gestantes e afins: Apesar do Google ter te mandado para cá, isso não é um site para gestantes. Depois de ler o artigo, dê uma olhada nos grupos de discussão sobre o assunto, como o Materna. Lá você poderá tirar todas suas dúvidas sobre gestação e conhecer pessoas muito legais.

Coleta de Informações

Entre as informações que ela encontrou, estavam:

  • Confirmação do que a médica (que só fez o ultra-som, não é a médica do pré-natal) falou;
  • Mulheres dizendo que têm placenta baixa e não é nada de mais;
  • Placenta baixa causa, geralmente, nascimento prematuro ou a obrigatoriedade de uma cesariana, já que a placenta está obstruindo a saída do bebê;
  • Existe a possibilidade da placenta ir naturalmente para o lugar correto com o passar do tempo.

Mulheres grávidas, por ação de diversos hormônios, ficam muito emotivas. Algumas choram por qualquer coisa (minha esposa contou de uma grávida que chorou com o desenho do Bob Esponja...) outras ficam extremamente irritadas (uma TPM vitaminada). Acho que eu não preciso dizer mais nada sobre o estado emocional dela depois do diagnóstico e dessas informações. Minha sorte é que ela faz parte do grupo das que choram por qualquer coisa...

E o diagnóstico é...

Até que chegou o dia de fazer a consulta de pré-natal. Fomos lá, eu, o futuro papai estreante, com zilhares de perguntas para fazer ao médico, e a futura mamãe, pronta para chorar à primeira palavra que o médico dissesse.

(Quando chegamos ao hospital para pegar o resultado dos exames, ouvimos das atendentes a declaração padrão, “estamos sem sistema, não podemos entregar o resultados dos exames agora”. COMO ASSIM UM HOSPITAL SEM SISTEMA? Já fiz sistemas muito menos críticos, e nós tinhamos 2 planos de contingência. Mas isso eu deixo para comentar outra hora.)

Munido da pilha de documentos e exames, o médico então nos chama. Já chegamos falando do diagnóstico e perguntando sobre as conseqüências e sobre o que deveria ser feito. Foi então que o médico olhou o ultra-som e confirmou o diagnóstico da médica, a placenta realmente estava baixa. O que a médica esqueceu de dizer é que é normal ter placenta baixa nesse período da gravidez. Placenta baixa só é diagnosticada como uma anormalidade quando a gravidez passa de 30 semanas (faça como eu, divida isso por quatro para saber o tempo em uma unidade mais corriqueira, como, meses).

Além disso, tem mais: o que causa parto prematuro é placenta prévia, e não placenta baixa. Além da explicação do médico, minha esposa falou que leu em algum outro lugar que a informação que estava do site onde ela leu isso estava errada.

Um erro atrás do outro

O que geralmente acontece no caso da queda de um avião, é uma sucessão de erros graves em uma seqüência particularmente desastrosa. Nesse caso específico não foi tão grave assim (ai de mim se ela souber que eu disse que não foi tão grave...), mas foi um conjunto de informações equivocadas que nasceram de uma informação incompleta. Isso acaba gerando uma bola de neve, ou o famoso telefone sem fio. Engraçado lembrar que brincávamos disso quando criança, e agora telefone sem fio não é mais um brincadeira, é algo que acontece mesmo no trabalho.

Imagine o que aconteceria caso não tivessemos o médico para confirmar? Mesmo que não assumíssemos essas informações como verdadeiras, ainda estariamos cheios de dúvidas. E com certeza, pensando na possibilidade de que todas as informações que foram encontradas fossem corretas. Quando você não tem informações suficientes, você é obrigado a obter uma conclusão com as informações que você tem. Por mais que essa sua conclusão não seja tão conclusiva assim.

Você já parou para pensar no que eu escrevi até agora?

Eu não entendo absolutamente nada de obstetrícia. Você acha realmente que as coisas que eu disse aqui sobre placenta prévia ou sobre hormônios são dignas de confiança? Além do fato de eu não ter a mínima qualificação para escrever sobre isso, essa história pode não ser verdadeira. E de fato, essa história está incompleta, já que eu a resumi para que o artigo não virasse uma tese sobre diagnósticos médicos. Não bastasse isso, nada me impede de simplesmente ter inventado essa história para ilustrar esse meu artigo. É necessário uma boa dose de criatividade para inventar uma história dessas, mas todos sabemos a Internet está cheia de desocupados e pessoas com criatividade de sobra.

Eu tenho uma justificativa de que isso é um site de programação e realmente tudo o que eu falar sobre medicina aqui não deve ser levado a sério. Mas não é assim que as coisas acontecem. Para uma pessoa que não tem noções de inglês e não entende de informática, o nome desse site não quer dizer absolutamente nada, e pode até ser um termo médico .

O Google deve indexar esse artigo pouco tempo depois de publicado. Como temos aqui termos como “gravidez”, “exame”, “placenta prévia” e “cesariana”, é bem capaz que uma mulher procurando informações sobre gravidez no Google venha, por engano, a ler esse artigo. Aqui ela vai ler a história da minha esposa e pode chegar a conclusão de que, como a gravidez dela ainda não chegou em 30 semanas, o diagnóstico de placenta-qualquer-coisa que ela recebeu é algo que não merece preocupação. Afinal, as características do problema dela são muito parecidas com o que eu escrevi aqui. Só que, provavelmente, o problema dela deve ser algo totalmente diferente. Sabe aquela história que as pessoas falam, de que é só colocar mais memória no computador que ele fica mais rápido? Então...

As pessoas não podem deixar de se expressar simplesmente pelo fato de que alguém pode interpretar suas palavras de uma forma equivocada, mas é bom que saibamos que essa possibilidade existe e é bastante comum. Mas uma coisa é fato: a grande maioria das pessoas não pensa muito nisso antes de falar alguma coisa.

Nenhuma opinião é totalmente isenta

Bom, chega de medicina por hoje. Vamos voltar à informática.

Quando se fala de tecnologia, toda pessoa tem uma preferência, uma simpatia. Eu sempre trabalhei com tecnologia Microsoft. Estou acostumado com a política de produtos deles, e tenho sempre uma noção do que esperar de um software Microsoft. Esse é meu mundo, são as coisas que eu convivo no dia a dia. Eu já mexi com Linux e PHP, mas estou longe de ser um profissional com experiência nessa área. 

Eu consigo resolver problemas de componentes COM e DLLs faltantes pelo cheiro. Chega a ser até óbvio que eu diga que isso não é lá tão complicado. Mas é. O Dll Hell que todo mundo diz e a Microsoft tenta resolver não é problemático pra mim, porque eu sei como resolver.

Eu já cheguei a usar somente Linux durante 4 meses. Desisti porque Linux não tem Visual C++ e eu simplesmente não consegui satisfazer as dependências necessárias para que o KDevelop funcionasse, nem com o maravilhoso APT do Debian. Aí está o Dll Hell do Linux, as dependências intermináveis entre os pacotes. A diferença é que desse inferno eu não consegui me livrar. Qual a tendência? Que eu fale que o gerenciamento de pacotes do Linux é uma porcaria. Talvez seja. Mas eu não tenho gabarito técnico suficiente para afirmar isso.

Todo programador Microsoft vai falar que Java é lento. Todo programador Linux vai falar que o Windows é extremamente inseguro. Só que o programador Microsoft viu essa informação em um paper da Microsoft, e o programador Linux leu isso no Slashdot. Como a opinião deles pode ser isenta e confiável se as fontes deles não são?

WHERE IssoMeInteressa = TRUE

Existe muita coisa boa na Internet, mas nem tudo pode ser encarado com verdade absoluta. Por exemplo, eu acho que os artigos que o Joel Spolsky escreve são muito bons. Mas existem algumas coisas que ele escreve que eu simplesmente não concordo. Mas eu não deixo de ler por causa disso, eu filtro as coisas que ele diz, aproveitando o que me interessa. Eu acho as opiniões dele quanto a .NET muito radicais.Mesmo assim eu leio, estudo os argumentos e paro pra pensar se ele tem razão.

Isso é uma coisa importante. Mesmo que você não concorde, leia. Leia com bastante senso crítico, mas leia. Falta de informação é um problema imensamente maior do que o excesso de informação. Com excesso de informação você pode ter o trabalho de filtrar tudo que você absorveu, mas depois disso você conseguirá formular uma opinião convicta e com embasamento suficiente. Se você não tem informação, você simplesmente não tem nada.

Sem informação, não há decisão

Um tempo atrás eu resolvi de uma vez por todas descobrir o que faz o tal  Tivoli, da IBM. Ouvi dizer que é um software de gerenciamento, o que não me diz absolutamente nada. Entrei no site da IBM e baixei uma apresentação sobre o Tivoli. Tirando o fato de que o conteúdo da apresentação deixava a desejar, uma coisa me chamou a atenção: A interface gráfica das ferramentas que foram mostradas é simplesmente horrível. Para ser sincero, eu não esperava algo tão tosco de uma empresa do porte da IBM. Apesar da brincadeira com meus colegas (programadores Microsoft...) sobre tamanha tosquice, eu ainda continuo na mesma. Agora eu sei que o Tivoli é uma ferramenta de gerenciamento de sei-lá-o-que com uma interface gráfica horrível. Ainda considero que estou no mesmo lugar, já que uma interface gráfica mal feita e fora de padrão não necessariamente determina se um software é bom ou não. Mas eu continuo sem saber o que é o Tivoli.

Eu leio os blogs da Microsoft. Mas também leio o Slashdot, até mando links para serem publicados lá. Eu costumo visitar a página da Microsoft, mas também visito a página do Gnome, do KDE, do Debian, do Mono, etc. Isso me municia de informações que podem ser muito úteis na hora em que eu precisar tomar alguma decisão. Mas sei que para tudo que está escrito, sempre haverá uma outra versão em outro lugar, com uma visão muitas vezes totalmente oposta. E isso é uma das coisas que eu irei procurar: o outro lado. Um vendedor de carros sempre diz que os carros da marca dele são muito bons, e os das outras marcas nem tanto.

Resumo final

Vou resumir aqui tudo o que eu escrevi nesse artigo

  • Nunca confie em uma informação de uma fonte só, ela pode ser tendenciosa ou insuficiente. Se um site diz que é muito difícil configurar replicação de SQL Server quando o servidor SQL não é o mesmo do servidor IIS, procure a mesma informação em outro lugar. Além do fato de que quem escreveu pode não ter capacidade técnica suficiente para isso, ele pode ter tentado uma vez só. Você já viu configuração de servidor funcionar na primeira tentativa?
  • Quando ouvir de alguém a opinião sobre um determinado software ou produto, nunca considere essa opinião como sendo correta. Não escreva um laudo técnico sobre um software que você ouviu falar que não funciona. A pessoa que te disse também pode somente ter ouvido falar.
  • Confiança, nesse caso, não funciona. Se sua mãe te envia um e-mail com um executável anexo e diz que o anexo é inofensivo, você o executa? Você pode confiar muito na sua mãe, mas ela continua não entendendo nada de computadores.
  • Nada que foi escrito nesse artigo deve ser levado ao pé da letra. Sua mãe pode ser uma hacker, as informações médicas que existem na Internet podem estar sempre corretas. Ou simplesmente, as coisas que eu escrevi aqui podem estar incorretas. Ou até, minha experiência e meu conhecimento técnico não serem suficientes para escrever um artigo desses.

  
 
 
Comentários
Fabio Galuppo | website | em 18/10/2004 | #
1. "O Dll Hell que todo mundo diz e a Microsoft tenta resolver não é problemático pra mim, porque eu sei como resolver." - Concordo! Mas principalmente se os componentes forem seus, o problema de DLL Hell (fora "BIOS") são componentes de terceiros (que passaram por "BIOS"). Simplificando, as regras de versioning de COM e .NET são claras, mas poucas usam adequadamente!

2. Sempre mantenha-se informado e consuma diversas informações... Acho q o caso tipico mostrado foi este lance do Tivoli

3. Não confie em ninguem, inclusive nestes itens ;)

Grande abraço,

Fabio Galuppo
Lucia Vinnha | e-mail | em 18/10/2004 | #
Rodrigo Strauss, Bom dia!

Muito obrigada pela a dica, estou grávida de 19ª semanas,é minha 1ªfilhinha, fiz uma USG no sábado e aconteceu justamente o que aconteceu com sua esposa. A médica disse que minha placenta está baixa. Por sorte a primeira pesquisa que fiz no google cai no seu texto.
A princípio não fiquei muito apavorada, mas na verdade não consigo esquecer este assunto.Tenho consulta com meu médico agora na quarta-feira, assim esclarecerei melhor as minhas dúvidas.
Obrigada pela dica.

um abraço
Lucia Vinha
Elumar | website | e-mail | em 18/01/2005 | #
Muito bom seu site e sua matéria. Quanto às diversas filtragens que devemos fazer, isso é um exercício diário e constante em tudo, não somente na Internet. Como prova do mais constante filtro que temos, posso citar o "pré"-conceito que temos de tudo...imagine você todos os dias brigando para mudá-lo ou não usá-lo e conhecer a tudo, ouvir a tudo e filtrar o que é de melhor no momento para vc? É um esforço constante....

Vou colocar esse final de semana o seu site como referência de link na minha página. Por não querer fazer propaganda da minha, não vou colocar o URL aqui. E se você não me censurar até lá, considero-me autorizado a divulgar esse site :-D

Até + e obrigadão pelas informações...
Rodrigo Strauss | website | em 18/01/2005 | #
Fico feliz que você tenha gostado do artigo. Considere-se autorizado a divulgar o site. :-)

E quanto à sua propaganda, não se esqueça que no seu comentário tem um link para o seu site, e o Google considera isso na hora de montar o rank... :-)
Rodrigo Braga | website | e-mail | em 28/02/2005 | #
Conheci este site recentemente e tenho "devorado" os artigos; mas isto não quer dizer que eu concordo com tudo, mas a coisa que mais admiro no autor é a imparcialidade, recentemente conheci também o Linux, e com pouco tempo de estudo posso afirmar: Ele é "quase" a oitava maravilha do mundo; observe que eu disse QUASE, e o tema abordado é interessante, afinal recentemente sabe-se lá Deus por que as pessoas/empresas tem se divido de uma tal forma que parece que estamos vivedo em guerra, Windows x Linux, Java x .NET, IE x FireFox, NotePad x VI ... e por aí a fora, e as pessoas estão tão radicais que está dificil encontrar uma opnião imparcial; é tudo ou nada!

e quando eu encontro alguém que diz que apesar de ser usuário Linux (e apaixonado) considera o VS .NET umas das melhores IDE's disponível eu paro ouvir esse cara ... ou quando um "fanático" do windows diz que gostaria de ver algo como o [1]APT no windows para instalar aplicações é algo interessante, afinal ele diz isso pq ouviu e estudou o outrto lado, e acho que isto que está faltando. Parabéns, você mais uma prova de estar bem informado é tão ou mais importante do o seu SO, linguagem e etc :-) ... ou esteja informado ou afunde !

[1] Qual o seu problema extamente com APT? nos sites das comunidades debian (brazucas e estrangeiras) existe um bom material sobre como usar/configurar o APT.

Att.,

Rodrigo
Leonardo Stabile Prates | website | e-mail | em 20/03/2005 | #
"Todo programador Microsoft vai falar que Java é lento. Todo programador Linux vai falar que o Windows é extremamente inseguro. Só que o programador Microsoft viu essa informação em um paper da Microsoft, e o programador Linux leu isso no Slashdot. Como a opinião deles pode ser isenta e confiável se as fontes deles não são?"

infelizmente eu tenho que concordar plenamente com você. na nossa era da informação todo mundo gosta de dar palpites, e quem não filtra informação acaba caindo em ciladas mesmo...

excelente artigo!
Mayana Feitas | em 09/05/2005 | #
Olá,
Como sua esposa fiz o mesmo, e encontrei seu site...
Tb estou grávida 16 semanas, e com a placenta baixa.
Obrigada por me deixar um pouco mais tranquila, pois apesar de ter consultado o medico, ainda tinha minhas preocupações.

Um bom parto p/ sua esposa e feliz dia das maes (afinal, já somos , né?)

Mayana Freitas
Jomar Silva | website | em 15/06/2005 | #
Tivoli é um gerenciador de redes da IBM. Ele trabalha através do conceito agente-gerente e possuí agentes para monitorar uma infinidade de coisas (servidores de banco de dados, servidores de aplicação, distribuição de software, controle de inventário e blá blá blá).
Não conheço muito de Tivoli, pq sou (ou fui) especialista em Unicenter TNG, que possui uma arquitetura muito mais bem definida e sua modularidade é 10 (o Tivoli possuía agentes monolíticos, o que acabava enchendo o saco na hora de adicionar um novo agente a uma máquina que já tinha alguns rodando).
A questão da Interface gráfica tosca é um problema quase cultural. A maioria desses gerenciadores de rede são oriundos dos tempos de mainframe onde cá entre nós a aparência não era assim tão importante (vide HP Open View, um concorrente dos dois). Prá vc ter uma idéia, a CA comprou até uma empresa de animação 3D para fazer uma interface 3D para o Unicenter, que era simplesmente um espetáculo (pena que o usuário tinha que ter um canhão de máquina prá poder usar, mais tudo bem).
Atualmente existem diversas alternativas em software livre interessantes e que substituem de alguma forma estes gerenciadores "proprietários" (e obviamente milhonários).
Jonatas | website | em 08/07/2005 | #
http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=placenta+baixa&bt...=

Qual o primeiro link ?!?!?!!?
Na mosca.

[]s
Jonatas
Marilda | website | em 24/08/2005 | #
Obrigada pela informação, pois tambem estava preocupada com isto. Que Deus abençoe vc e a tua esposa
mydy e bebe | em 16/09/2005 | #
Oi tudo bem ,espero que esteja tudo bem com vc e sua familia, como sua mulher e varias outras, tb fui a procura de placenta baixa e tb naum sabia que se chamava previa e tb naum sabia nada sobre o asunto, mais agora vendo do o seu saite pude ver que tenho mesmo e que desencar sobre o assunto e seguir minha gravidez em frente com muita calma e paciencia, mae de primeira viajem,estol com 14 semanas, naum sabemos nada sobre o assunto, mais tb naum vol esqueser de me aprofundar mais sobre o assunto com minha medica tb, mais uma vez obrigada!!!!!!Parabens o saite e bacana!!!!!!!!!
Pedro Ramos | e-mail | em 14/12/2005 | #
Ola Rodrigo, vejo que sua matéria fez bastante sucesso entre as gravidas suAHASUHuash

bem cara, soh estou escrevendo aki para dizer que gosto muito do seu site e sempre estou entrando aki para ver as novidades, sou novo no mundo da programação e tb estou aprendendo a usar o HP-UX (Servidores HP Risk).

Fica com Deus cara e boa sorte =]~
Juninho | e-mail | em 24/12/2005 | #
Concordo com o Pedro Ramos, ainda bem que no decorrer no texto você (Rodrigo) já se previniu. hehehehe
antonio apa | website | e-mail | em 24/12/2005 | #
Gostei,

Gravidez x 1bit.
antonio apa | website | e-mail | em 24/12/2005 | #
Gostei,

Gravidez x 1bit.
lilian veltman | em 28/02/2006 | #
Minha filha teve sangramento na 11a. semana de gestação e graças ao google viu que podia ser placenta prévia - era, e foi diagnosticada, como eu disse, muito antes da 30a. semana, num diagnóstico confirmado pelo ultrasom e pelo obstetra. o fato de ter entrado imediatamente em repouso absoluto e ter ido imediatamente a um pronto socorro permitiu que tivesse a orientação adequada, e já "segurou" a gravidez até a 24a. semana. Viva a comunidcação....
Jaison | website | em 11/03/2006 | #
Gostaria de dizer a todos que a um tempo atraz eu estava procuurando sites q me ajudassem a ser um hacker...Como todos voçes tenho sonhos e as vezes imaginamo e fico pensando se pessoas que não entendem oq é um sistema operacional,compiladores de C/C++, Delphi, MS-DOS entre outras coisas...No começo não entendia nada tambem começei a ler ,pouco a pouco fui nutrindo minha mente de informações,passei dias em frente ao computador com pilhas de livros estudandu e praticando passo a passo meu densenvolvimento e então depois de um certo tempo percebi q de nada adianta ser um hacker...invadir sistemas por HTTP server e essas coisas naum levam a nada,usei meus conhecimentos para subir na vida e espero q com essa mensagem pessoas novatas no assunto q buscam na net 'n' maneiras de ser um hacker desistam dessa vida pois eu ja tive experiencias muito ruins com autoridades da lei e graças a deus hoje ainda estou livre,essa mnsg tem unico objetivo
q e dizer a todos q uma vida hacker é uma vida sem futuro.......

Obrigado pela atenção....
Wladmyr Fonseca Martins | website | e-mail | em 04/04/2006 | #
Concordo em gênero, número e grau com você, e não vejo futuro em rôbos de busca automáticos ainda creio que ira surgir um sistema de diretórios feito e revisado por humanos com uma Baita credibilidade tipo o DMOZ.
Filipe | em 06/04/2006 | #
Oi Rodrigo,

bom, estava lendo seu artigo já que inicio o aprendizado de programação. Eu gosto da que aprendo e esta se encontra em uma das que você não gosta, mas tudo bem, é uma questão particular de opinião. Vi que falou a respeito das dependências do Debian. No caso não utilizo o Debian, uso um outro Linux, no entanto vejo que é uam questaõ de compreensão dos conceitos existentes e de estruturação de um diferente sistema operacional. Resumidamente, é uma diferença apenas de lógica.

Apesar de ter sido usuário Windows, desde a época do 3.1 até o Windows 2003 e do DOS 2.5 até o 6.22 preferi a mudança devido a minha experiência de segurança. Logicamente existem pontos positivos e negativos em ambos, a diferença é saber encontrá-las e transformar o ponto forte em algo saudável.

Bom, qualquer coisa me responda e vamos

a = "Trocar bits"

print a


Até mais

Filipe
Cristina | e-mail | em 04/05/2006 | #
Amei a introdução do seu artigo. Senti que Deus falou comigo por meio de você. Tive vários problemas de saúde ano passado e a cada diagnóstico corria para a internet, resulatado....desespero total. Estou com 13 semanas de gravidez, fui fazer uma ultrasom hoje e recebi o diagnóstico de placenta baixa da ultrasonografista. Meu médico respondeu pra mim exatamente o que você disse: o seu ginecologista sou eu, fica tranquila. Prometi pra mim mesma que não ia para a internet, mas..... Obrigada pelo recado ficarei tranquila, não vou me desesperar nem olhar mais nenhum site, confiarei em Deus e no meu médico.
Vilmar | em 04/05/2006 | #
Você está escrevendo bem !
Parabéns pelo artigo ! Creio que ainda leremos bons e sensatos livros escritos por você, se continuar na boa prática da leitura e escrita!!

Abs,

Vilmar
Fabiano | website | e-mail | em 26/05/2006 | #
Caramba,
Entrei aqui pelo google tb, mas eu estava procurando google+não+vou+procurar. Nada a ver....rsrsrs
Mas o que achei interessante foi que vc escreveu um artigo sobre a sua esposa e as buscas de diagnósticos nos sites e com isso chamou várias grávidas que já confiaram no seu diagnóstico.
É incrivel com essa internet é rápida para o telefone sem fio.
Tenho várias pessoas na familia que procuram diagnósticos na internet e acabam ficando paranóicas. Tb tive uma filha recentemente e graças a Deus não precisei procurar nada na net..hehehe
Parabéns pelo site, sou Farmacêutico e trabalho com sistemas automatizados então o artigo acabou pegando os dois lados.
Abraço
Renato Jose Campos | em 08/06/2006 | #
Tenho esperanças de que sistemas como o Wiki nos ajude a manter o padrão de confiança em fontes de informações da internet. ;)


Ótimo artigo !
cleunides | em 15/08/2006 | #
gostaria desaber se a alguma possibilidade de estar gravida,tinha relações com o meu namorado sempre nos não previniamos estava com o metado de quando ele ia gozar tirava fora sempre foi assim agora o namoro chegou ao fim e estou com muito meto de eyar gravida não tenho nem um cintoma de gravida.´só acho estranho porque das outras vezes que terminamos eu fiquei muito mal não comia ada só chorava, desta vez e ao contrario estou comendo muito bem .o que vc acha tem possibilidade de estar gravida beijos e muito obrigado
Thais | e-mail | em 29/08/2006 | #
MEU MARIDO ODIOU O FATO DE EU TER FICADO GRÁVIDA, E DEPOIS DISSO VEM METRATANDO COMO UM CACHORRO.
MELL | e-mail | em 30/08/2006 | #
olá, estava procurando uma trabalho e vi um de seus artigos e gostei muito parabens....


OBS: Alguma pessoa que saiba ou tenha uma matéria em relação (mola Hidatiforme, ou Placenta Previa, ou Doenças Hipertensivas Especificas, da Gravidez) por favor mandem p mim , tenho q fazer um trabalho e estou muiiito enrrolada.
Obrigada...
Marcelo Snake | e-mail | em 02/10/2006 | #
O senhor escreve muito bem, acho que no fim das contas deixará de programar pra se dedicar a escrever(livros, não código).

Parabéns mesmo, não achei que iria achar artigos tão legais em um site pra informática. Agora voltarei sempre...
Mariana | e-mail | em 21/10/2006 | #
Olá!!!!

estava procurando algum artigo sobre VBA, acabei chegando ate o seu site e faz umas 4h que estou anvegando aqui e nao consigo mais sair!!!Adorei o que você escreveu sobre "como ser um bom programador".

Parabéns pelo trabalho
Suh | em 07/11/2006 | #
nossa
você é compleeeeeeetamente pirado...
...
gostei de vc!!!!
aahhahahahahahaha
Augusto | em 11/11/2006 | #
Rodrigo,

Parabéns pelo site...e principalmente pelo FILHÃO ou FILHONA que tá vindo por aí...

Falando nisso minha esposa também é muito chorona...ela nem pode saber que estou escrevendo isso...rsrs :)

Seu artigo "Como ser um bom programador", me despertou para algo que me persegue desde a adolescência sempre fui pirado por criação de software e configuração de micros...mas por algum motivo não tive a mesma motivação sua (lutar/buscar/vencer pois trabalho desde muito cedo...e quando se trabalha muito cedo...só se pensa em ganhar $$$$$$$$)na infância...mas isso agora nem vem ao caso...o que importa é que vou estudar afundo programação...ganhamos (eu e minha esposa) até um note book da nossa (dela) Tia que veio dos EUA...!!!No próximo ano inicío a faculdade de Sistemas de Informação...acho que vou usar muito seu site...hehehehe...um abraço...!!!

Augusto & Adriana
micheline | em 17/11/2006 | #
engraçadinho... o google me mandou mesmo pra sua página"que não é um site de gestante"...agora lá vou eu pro tal materna...
Um abraço
micheline
micheline | em 17/11/2006 | #
ah! amei seu site... ja coloquei nos meus favoritos..ainda n consegui ir pro materna pesquisar a tal placenta baixa/prévia - amanha eu ligo pra meu gineco-obstetra.
Outro um abraço!
Micheline
Camila | em 22/11/2006 | #
Adorei os seus comentários sobre a nossa ansiedade e os estragos que a internet causa na nossa cabeça, estou com 22 semanas e ainda está baixa... vamos ver o que acontece, né ?
daiana | em 07/12/2006 | #
olá, estou assustada, com 10 semanas de gestação descobri placenta baixa tento me animar pois creio em Deus, minha médica disse repouso absoluto, fiquei com medo, mas tento confiar em Deus, gostei de ler o seu artigo vou pensar nisso. beijos dada!!!
Felipe | website | e-mail | em 06/01/2007 | #
Eu não sei nada de programação... vlw pelas dicas nos artigos do site agora vou começar a estudar pra programar!

:) Vlw pelo incentivo.

Falo do topico

http://www.1bit.com.br/content.1bit/programador
Davi | e-mail | em 07/02/2007 | #
Nossa, opinião e um coisa muito complicada !

Me asustou os comentarios, ate sobre estar gravida perguntaram.

Vc Rodrigo, tem cara de Oraculo?
Brincadeirinha.

O mais incrivel é como as pessoal chegam aqui, Eu por exemplo estava procurando informações sobre bump de memoria e tela azul, fui clicando e acabei chegando nessa otima mateira.

Me responde uma coisa: Voce pago quanto a google para colacar seu site como o primeiro da busca por placenta baixa?

Tudo que uma gravida "desorientada" precisa na internet é ler esse artigo.

Bom, tinha tanta coisa pra escrever mas como não tenho tempo vou deixar a pergunta: Como vc consegue ler, escrever e programar?

Aproveitando o embalo, vc entende de codigo de tela azul?

Qual é o limite de caracteres desse comentario???

Chega né !!! Na verdade eu nem sei se vc vai ler isso mesmo.

Então fica uma mensagem para os "casadores no Google".

NÃO ACREDITEM NO QUE EU DISSE, ESSE COMENTARIO É DUVIDOSO.



Um abraços a todos e fiquem com Deus !!!


Obs.Comentario verdadeiro: Rodrigo Strauss, Parabens pelo Site e desculpa as brincadeiras!!!
Talita Faverao da Silva | website | em 22/02/2007 | #
queria muito ver meu futuro.
Rodrigo Strauss | website | em 22/02/2007 | #
¿
Flavio Kodama | website | e-mail | em 23/03/2007 | #
Sobre o comentário dos hackers, tambem fui um desses moleques que se inspirou em filmes holywoodianos na infancia e quis conhecer o lado negro da força. Quando o pessoal que tá começando agora estudar "um pouco mais" vai perceber que é praticamente impossivel invadir bancos e redes de televisões, já que estes gastam com phds em segurança. Acreditem nas universidades mas não como forma de se ganhar dinheiro porque no capitalismo(vem muito a calhar essa informação com o texto) as pessoas querem dinheiro logo nenhuma informação sobre como ganhar dinheiro é confiável, o que, espero que nao confundam(pelo amor de Deus), não quer dizer que não devam obter conhecimentos financeiros; entao: as universidades servem para formar a pessoa intelectualmente e nao tecnicamente, principalmente as publicas que nao querem que você engula conhecimento e sim busque conhecimento por si só e ao mesmo tempo que seje um conhecimento sólido(democraticamente aceito -> cuidado com conceitos politicos).

Gostaria de parabenizar o autor pela imparcialidade e por abrir a mente das pessoas fora do 'mundo da informação', como pudermos conferir aqui, o Google se tornou quase que onipresente ( acredito que seja muito dificil um bot censurar ideias concretas simplesmente por nao existir um algoritmo de analise semantica - as linguagens naturais ainda tendem pela sintaxe, quem sabe no futuro... ).

Para terminar sugiro ao autor, visto o sucesso do artigo na integração de mundos completamente diferentes, investir uma quantidade maior de seu tempo em artigos multi-disciplinares, mesmo que não tecnicos e profissionais . Afinal esse é o CAPITAL moderno. Impossivel de ser subtraido.
Carmelina da Silva | em 12/06/2007 | #
Já entendi muita coisa sobre a placenta ser baixa, mas gostaria de saber se poderá ocorrer algum sangramento, e caso ocorra gostaria de ter o número do telefone da clinica onde o doutor trabalha. O que acha do uso de ácido fólico durante a gravidez? O senhor recomenda algum outro algoritmo? É que o médico do posto de saúde não me explicou direito, e eu ví que o senhor tem jeito pra coisa. Quero que aquele médico vá se fortram. Só não entendi direito essa coisa de programar a gravidez em c++... ;o
{}
Rodrigo Strauss | website | em 13/06/2007 | #
Nota 4. No máximo.
BRUNO ANTUNES | e-mail | em 31/07/2007 | #
AÊ RODRIGO ADORO SEU SITE
JÁ LI BOA PARTE DELE MAS QUERIA (se possível) QUE VOCÊ COMENTASSE COMO QUE EH O DIA-A-DIA DE UM PROGRAMADOR PQ LI QUE É BOM SABER DISSO PARA ESCOLHER UMA PROFISSÃO, E COMO QUERO SERMUITO UM ESTOU TE PEDINDO.

SEU SITE É DE MAIS ATE COMENTEI PARA UNS COLEGAS MEU Q FAZEM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

FALOW T +
Alex Tiago | website | e-mail | em 24/10/2007 | #
Po parabéns além do site ser muito bom vc escreve de uma certa meneira onde o leitor fica seduzido e fixado deixando de ler apenas quando acaba...! cara se tu entra na política coitado do LULA hein..hehe

Uma pergunta rodrigo...

Bom vamos lá pra eu fazer um cartão de visita é simples, por onde começo?

Pego o corel draw, monto um arquivo com as medidas, faço a criação da arte, finalizo o cartão e pronto, agora eu quero fazer um programa quero virar programador, onde eu começo???? estudando as linguagens? C++ e companhia mais eu faço isso onde? como crio um programa...etc!
Anderson | em 19/02/2008 | #
Ola Rodrigo

Cara eu recebi informações q de Programação é um caminho Muito Lgl para quem tem vontade... Eu comecei pesquizando sobreo Assunto e como vc mesmo diz... o Google me trouxe até aqui...

Leio seus artigos e axo-os muito Interessantes... Sua experiencia de vida me mostra q eu tbm posso conseguir... Pois eu tenho perceverança no assunto... Eu Nao conheço Absolutamente NADA de programação nao sei Mexer com programação, sei +/- Ingles e entendo um Pouco de PC... Eu gostaria de saber algum lugar q eu possa pegar uma Apostila para ensinar o Basico do Visual Basic... Pq como vou começar agora queria saber fazer alguma coisa... como por exemplo mudar a cor do nome do meu Windows... Quero começar de Baixo... Bem baixo Mesmo... gostaria de saber se vc pode compartilhar alguma coisa Iniciante com a minha pessoa...

Desde Ja agradeço...

Abraços e parabens pelo seu Blog.
Anderson | e-mail | em 19/02/2008 | #
Esqueci de passar meu E-mail para se caso vc possa me mandar algo...

E-mail: and_sombra@hotmail.com

Abraços.
Jimmi. | e-mail | em 08/03/2008 | #
Esse site é maravilhoso.
override | website | em 06/04/2008 | #
Mandou muito bem Rodrigo! Favoritado já!

Abraços!
Angela | em 28/04/2008 | #
Pucha, eu cheguei aqui procurando... pois é sobre placenta baixa! Hoje mesmo fui no medico e me diagnosticaram com isso. Graças a Deus a médica era experiente o suficiente para saber que ia me preocupar (e o meu marido ) entao ja me foi dizendo de cara que até as 30 semanas nao tem nada a se preocupar (só se lembrar de checar na data...)
Bom sai daqui aprendendo mais do que isso!!! Seu site é bem simples mas "cachy", gostei bastante!!!
André Farias | website | e-mail | em 27/08/2008 | #
Olá Rodrigo.
Lí o seu artigo e acabei passando um tempão navegando em seu blog. Achei o material bastante útil. Estou voltando a programar em C++ por conta de uma paixão antiga - programação de jogos - e por conta dessa chuva de "religiões" que assolam os programadores de computador.
Uma sugestão para o site: A data da publicação deveria aparecer próxima ao título dos artigos.
Adão Spíndola | website | e-mail | em 24/11/2008 | #
Parabéns Rodrigo Strauss... parabéns mesmo!
Everton Jung | em 12/01/2009 | #
Boa Tarde !!

Obrigado pelas informações sobre a placenta baixa, hoje fomos na Ginecologista da minha esposa e a mesma diagnosticou a placenta baixa agora com 13 semanas , porém nos passou muita tranquilidade , pois volta ao normal pela 20 semana !!
Abraço e parabéns pelo site.

Everton
Gilson | em 27/01/2009 | #
Olá Rodrigo ...mto bom mesmo seu site ...espero que continue escrevendo mais artigos interessantes como este, ( talvez livros num futuro próximo?) Voce sabe mesmo como inspirar alguém.. hehehe... faço análise de Sistemas na FATEC, e concordo plenamente com vc, a Faculdade não é nada ... se vc não completar com muitas horas de estudo "solo".

Até mais ... e novamente PARABENS!
Bel | em 16/03/2009 | #
Muuuuuuuuuuuuuuito obrigada!
Tive o mesmo diagnóstico da sua mulher e ainda bem que caí nessa página quando fui olhar no Google.
Meu marido já tinha advertido pra não pesquisar na Internet, mas a curiosidade e ansiedade são mais fortes do que a gente.
Obrigada pela preocupação em esclarecer as coisas para quem você nem conhece, e parabéns pela pesquisa e pela qualidade do texto.
Rodrigo Moreno Silva | e-mail | em 11/05/2009 | #
Bom Rodrigo o que posso dizer mais...
Ótimo muito bom esse texto merece ganhar um nível literário além de informativo.
Realmente a classificação das informações e muito importante.
Na verdade talvez eu não tenha realmente conhecimento técnico para comentar sobre seu artigo...
bom fique com meus parabéns
se é que serve para alguma coisa)
Ate a próxima.
henrique | e-mail | em 14/12/2009 | #
Cara, achei muito interessante o seu post por duas razões:
1º: também concordo em procurar mais de uma vez a mesma informação (mesmo porque é quase impossível encontrar a mesma informação da mesma forma) e;
2º: a "era do modismo"* reina hoje.

* era do modismo é só um meio de entendimento. O que quero dizer é que muitas vezes encontramos informações falando de um determinado software e que tal versão, mais atual é mais poderosa, que tem mais recursos e etc, e (lógico há suas exceções) para mim, isso é relativo. Uso um programa para criar samples de percussão (bateria), e o programa(percussion studio) é super-antigo, se comparado ao Ezdrummer ou o battery3. E mesmo sendo super-antigo, prefiro ele pelas ferramentas intuitivas e pela qualidade, que se compara aos programas acima mencionados. Também digo o mesmo para o programa "particle illusion" que atualmente está se tornando um plugin do adobe after effects mas existe uma versão stand-alone (antiga tb) que é maravilhosa para efeitos de partículas.

Quero parabenizar pelo ótimo site e pelas notícias aqui contidas também Rodrigo, estão de ótima qualidade
Falou!!!
cleovane selbach | em 23/01/2010 | #
Como Freud dizia: " As vezes um charuto é apenas um charuto."
Eu não sei se ele dizia isso mesmo, mas dizem que ele dizia.
Seu post apresenta um ótimo texto para reflexão.

Respeitosamente.
criação de sites | website | e-mail | em 08/03/2010 | #
Já li o post umas três vezes!! Ideal para refletir!!
Igor | e-mail | em 20/05/2010 | #
Opa Rodrigo!

Atualmente estou cursando técnico de informática, e uma das áreas que me chamam muita atenção é essa tal da programação. Muitos vivem dizendo que é muito dificil e que dá muitas dores de cabeça, é ai que achei teu site. Já que todos dizem que é tão dificil, vou tentar encarar o desafio, pelo menos para aderir algum conhecimento e saber um pouco mais da área.
Enfim... você escreve muito bem, artigos ótimos. Ainda estou meio viajado, mas com todas essas dicas é capaz deu tentar me aprofundar ainda mais. Te agradeço desde já por trazer tanta informação assim e de uma maneira tão empolgante. E é tão empolgante que você pode notar que algumas grávidas já estão querendo consultas contigo, como gineocologista.

Abraço!
Igor | em 20/05/2010 | #
Opa Rodrigo!

Atualmente estou cursando técnico de informática, e uma das áreas que me chamam muita atenção é essa tal da programação. Muitos vivem dizendo que é muito dificil e que dá muitas dores de cabeça, é ai que achei teu site. Já que todos dizem que é tão dificil, vou tentar encarar o desafio, pelo menos para aderir algum conhecimento e saber um pouco mais da área.
Enfim... você escreve muito bem, artigos ótimos. Ainda estou meio viajado, mas com todas essas dicas é capaz deu tentar me aprofundar ainda mais. Te agradeço desde já por trazer tanta informação assim e de uma maneira tão empolgante. E é tão empolgante que você pode notar que algumas grávidas já estão querendo consultas contigo, como gineocologista.

Abraço!
gome | website | em 18/07/2010 | #
Sublime, gostei muito, muito bem escrito. Me deparei com situação semelhante a alguns dias, concordo que devemos realmente procurar mais informações sobre as coisas sempre.
Felipe | e-mail | em 28/02/2011 | #
Gostei muito do seu blog, estou fazendo Análise e Desenvolvimento de Sistemas na FATEC, e iniciando no mundo da programação, seu artigo de como ser um programador e este ficaram excelentes, parabéns, continue com o ótimo trabalho.
Valdek Junior | em 11/05/2011 | #
Caraca Strausss. Que sucesso este artigo. kkk. Grande abraço!.
Nickollas | em 20/07/2011 | #
Cara, texto genial.
Minha namorada também está grávida, mas eu não estava procurando nada sobre isso quando parei no seu blog, estava lendo e pesquisando sobre tecnologia mesmo, mas concerteza vou indicar esse post pra ela ler...

Ela também está no grupo das choronas, e adora acreditar em tudo que lhe dizem, chega a ser irritante as vezes.

Não posso negar que pesquiso muita coisa sobre a gravidez na internet, de diversas fontes diferentes, em fóruns com depoimentos de grávidas e etc.. E assim como você, pai de primeira viagem, quando chego na consulta do pré-natal tenho zilhares de perguntas pra fazer haha.

Belíssimo texto e ótimo blog, e engraçado como várias gestantes vieram parar aqui e puderam receber uma dica, não sobre a placenta baixa, mas sim sobre não acreditar em tudo oque se lê na internet! viva o google.

Mais um blog adicionado nos favoritos!
Larisse | em 13/08/2011 | #
Parabéns! Você escreve muito bem!
Li seu artigo, pois estou tendo algumas crises existenciais sobre meu destino na programação, dúvidas como: Sirvo pra isso mesmo? Vou conseguir chegar ao mesmo nível de pessoas como você? rs

No mais, congratulations! (:
Renata | em 07/10/2011 | #
Tive que digitar placenta baixa no google, seu site aparece na primeira pagina uhauahauahua. O bizarro foi o tanto de grávida que comentou...
Parabens pelo conteúdo, achei sua escrita muito boa!
Vou acompanhar!
Caico | website | e-mail | em 24/05/2012 | #
Se algum dia realizar o grande sonho de minha vida e engravidar e, se minha placentinha baixar,vou ficar "tranquila" depois do toque que v. deu!Topa ser o papai do meu filho e tambem meu urologinocologista
Beijinhos!
PS:não de atenção ao que esse Alex Tiago diz aí em cima.Ele não sabe oque diz.
PS2: PS quer dizer post scriptun, seu "analfabeto"
Neto | em 26/11/2012 | #
Cara é incrível como uma simples história pode trazer pessoas fora do nicho de TI... Tem até um pedido de gravidez logo acima.... hahahhhaahaha... TENSO!
Site Gerenciável | website | e-mail | em 06/03/2013 | #
Boas dicas. É verdade temos que filtras as informações, não dá para acreditar em tudo que se lê na internet!
viga i | website | em 15/05/2013 | #
Parabéns pelo blog!
Gabriel Marquiori | website | e-mail | em 04/07/2015 | #
Em 2015 e o blog continua atual.
Parabéns.
Disseminando após 11 anos. haha
Luan | e-mail | em 07/08/2017 | #
2017 ......


E o Blog continua ajudando muito ! ....

Luan | e-mail | em 07/08/2017 | #
Achei aqui pelo canal do Rodrigo Souza
, Ele diz q o Strauss é o melhor programador do Brasil , se o Rodrigo Souza falou deve ser verdade .



2017 ...
The Traveler | e-mail | em 05/11/2017 | #
Escrito em 2004, nessa época eu ainda construía minha infância nesse fim de mundo onde eu vivo.. hoje estou aqui contrariando as probabilidades da minha realidade, sentando na cama, contemplando seus posts, nessa madrugada silenciosa, escutando apenas o cooler do meu pc rodando e um cachorro latindo a 3 ruas daqui... quais foram as sequências de eventos que me levaram até aqui ? não sei, mas seu blog fará parte da sequência de eventos que levará eu e minha família pra longe desse inferno.


03:04 da madrugada e com fome, fome insaciável pelo conhecimento.
Rodrigo Strauss | website | e-mail | em 06/11/2017 | #
Bem vindo ao caminho. Fome de conhecimento = futuro brilhante. É só não desistir, simples assim.
Algo a dizer?
Nome:


Site:


E-mail:


Escreva o número vinte e seis:


 Não mostre meu e-mail no site, não serve pra nada mesmo...

Comentário





Os comentários devem ser sobre assuntos relativos ao post, eu provavelmente apagarei comentários totalmente offtopic. Se quiser me enviar uma mensagem, use o formulário de contato. E não esqueça: isso é um site pessoal e eu me reservo o direito de apagar qualquer comentário ofensivo ou inapropriado.
rebarba rebarba
  ::::